O Temor do Sábio

Finalmente saindo a resenha de O Temor do Sábio, de Patrick Rothfuss, continuação de O Nome do Vento (que já fiz resenha aqui). Sim, essa resenha demorou muito a sair, mas eu li o primeiro livro mas no li o segundo logo em sequência! Na verdade li toda a Trilogia do Mago Negro entre um e outro (e você pode ler a resenha dos três aqui, aqui e aqui).

Mas vamos ao que interessa!

Continuar lendo

Anúncios

O Nome do Vento

2015-05-27 16.49.39Eu comprei esse livro e junto o segundo volume, há bastante tempo, por indicação de um amigo. Como comprei online, eu não fazia ideia de que eram tão grandes! O primeiro livro da série de Patrick Rothfuss tem mais de 600 páginas, e eu confesso que sou uma leitora lerda e um pouquinho preguiçosa e quando vejo um livro razoavelmente grosso, já fico assustada… Mas aí no começo de maio resolvi finalmente começar a ler (sabe como é, eu compro mais livros do que eu consigo ler e sempre tenho uma lista enorme me esperando) e pensei: mas gente, por que eu não li esse livro antes????

Apesar de grosso, ele não é difícil de ler, a história flui e você quer saber logo o que vai acontecer depois. Reparei que todo mundo que eu indico livros de fantasia (que ainda não são fãs do gênero) falam sempre a mesma coisa: “ah, não é muito descritivo não?” Bem, se você está querendo se aventurar no mundo da literatura fantástica, acho que essa é uma ótima forma de começar. O tamanho as vezes assusta (o tamanho do segundo volume assusta ainda mais), mas você devora rapidinho.

Em um mundo completamente diferente do que o que a gente vive (depois de um tempo a gente acostuma com a nova forma de contar os dias e o dinheiro) acompanhamos a busca de Kote pelo nome das coisas. Mais um livro que me lembrou muito a trilogia de Terramar. Um personagem curioso e esperto, mas com um quê de sensibilidade.

Acho difícil descrever aqui a história do livro sem dar nenhum spoiler e nem acabar com a magia que é ler. Ainda mais que a história não se conclui aqui, mal posso esperar pra continuar a ler a Crônica do Matador do Rei em O Temor do Sábio e o pior é saber que o terceiro ainda nem foi publicado 😦

Uma coisa que me deixou curiosa foi a questão da tradução do livro. Por se tratar de um mundo de fantasia existiem muitos nomes diferentes no livro, seja de pessoas, de lugares ou de coisas. Me bateu uma curiosidade de ler o livro em inglês para ver as palavras originais e também tive uma certa dificuldade na pronúncia de algum desses nomes. (Para quem leu, como eu pronuncio Kote, Kvothe, Bast e todos os outros nomes que aparecem? Rola uma pronúncia americana? Na minha mente eu pronuncei todos com um sotaque americano…)

Enfim, no geral o livro ganhou 5 estrelinhas FDPT de qualidade star_FDTPstar_FDTPstar_FDTPstar_FDTPstar_FDTP

Os Livros da Magia

IMG_20140912_183239814_1Apesar de eu ter ganhado este quadrinho no final do ano passado, só conseguir ler este ano (o que a monografia faz com a pessoa….) e bom, é Neil Gaiman, é quadrinho, acho que não tem muito erro não é?

Pois bem, Os Livros da Magia conta a história de Tim Hunter, um menino de 12 anos de idade que se encontra com Constantine, Doutor Oculto, Mister Io e o Vingador Fantasma que o levam a conhecer a magia. Tim visita o passado, o futuro e o mundo das Fadas. Deu pra sentir que Gaiman se inspirou em alguns princípios da magia apresentados nos livros da Trilogia de Terramar de Ursula Le Guin (que por sinal eu recomendo para qualquer pessoa que se interesse pelo tema). É um ótimo quadrinho e obviamente com referências nas histórias de Sandman, também de Neil Gaiman.

Com muita informação sobre o mundo da magia, o quadrinho, que é dividido em três partes, me levou mais tempo do que de costume para ser lido, talvez pela minha preguiça, talvez pelo tema e escrita, mas assim como Sandman, é uma HQ voltada mais pro público mais adulto, logo o tema magia é tratado com uma certa profundidade  .

Rolam boatos de que J.K. Rowling, esritora do famoso Harry Potter, copiou a história de Gaiman. Será? Bom, existem similaridades tanto na história quanto nas fisionomias dos personagens principais (Tim e Harry) e, bem, nada é impossível né, mas torço para que seja apenas uma grande coincidência porque eu gosto bastante de Harry Potter 🙂

Lugar Nenhum

lugarnenhum_fromdusktopixelAcho que o primeiro review do blog deveria ser um dos meus livros favoritos. Quem me conhece sabe que sou uma fã alucinada de Senhor dos Anéis, mas acho que deveria pegar leve na primeira postagem, então escolhi meu livro favorito de outro escritor que eu amo, Neil Gaiman.

O cara escreve muito, desde as HQs de Sandman, que comecei a ler na minha adolescência, passando por contos, histórias de terror e livros infantis. No geral seus livros são fáceis e rápidos de ler, tanto em português quanto em inglês.

Mas o livro da vez é Lugar Nenhum, que conta a história de Richard Mayhew que sem querer foi parar numa Londres (bizarra) Subterrânea, entre o esgoto e o metro da cidade, a Londres-de-baixo.  O problema é que na Londres-de-cima todos aqueles que Richard conhecia se esquecessem da sua existência.  O livro acompanha o protagonista tentando voltar para sua Londres-de-cima. Richard passa por vários pontos da cidade, que agora ele vê de outro angulo, quase como um sonho, o que me fez pensar  no livro como uma espécie de Alice no País das Maravlhas, só que mais sombrio e com mais ação.

Já tem um bom tempo desde que o li pela última vez, mas o que mais gosto no livro é a capacidade com que o Sr. Gaiman conseguiu me puxar pra dentro desse mundo desconhecido, apesar de ter sido escrito baseado em uma série da BBC (que eu sempre ponho na minha lista de para assistir, mas nunca consigo). Um ótimo livro para quem gosta de realidade que se mistura com sonhos.