5 livros para quem quer entrar no mundo da fantasia

13350941_1186202434736737_586083664_o

Eu fico impressionada com a quantidade de gente que eu  conheço que não tem o hábito de ler. E ainda fico impressionada com quem não tem o costume de ler Fantasia. É meu gênero literário favorito desde sempre. Eu gosto de biografias, de histórias realistas, mas nada me faz mergulhar mais na história do que um bom livro fantástico. Acho que é um tipo de leitura que te deixa livre para imaginar as coisas do seu jeito, te transporta para uma outra realidade e te faz esquecer todos os problemas do mundo real.

É claro que quando o livro é bom, não importa o gênero, podemos mergulhar na história, mas acho que nenhum tipo de livro me faz voar mais que a Fantasia. É por isso que gostaria de compartilhar com vocês cinco livros de Fantasia que eu aconselharia a qualquer um que queira começar a conhecer o gênero!

Continuar lendo

Anúncios

O Temor do Sábio

Finalmente saindo a resenha de O Temor do Sábio, de Patrick Rothfuss, continuação de O Nome do Vento (que já fiz resenha aqui). Sim, essa resenha demorou muito a sair, mas eu li o primeiro livro mas no li o segundo logo em sequência! Na verdade li toda a Trilogia do Mago Negro entre um e outro (e você pode ler a resenha dos três aqui, aqui e aqui).

Mas vamos ao que interessa!

Continuar lendo

O Lorde Supremo

Download-O-Lorde-Supremo-A-Trilogia-Do-Mago-Negro-Vol-3-Trudi-Canavan-em-ePUB-mobi-e-PDF1.jpgDemorei mas terminei! Postei a resenha do primeiro livro da Trilogia do Mago Negro, O Clã dos Magos há um tempão. Depois foi a vez do segundo livro, A Aprendiz e agora, chega a resenha de O Lorde Supremo, o último livro.

Bom, se você não leu os dois primeiros livros, volte aqui depois se não quiser ler spoilers!

Neste terceiro livro Sonea continua como aprendiz de Akkarin, e conforme vai aprendendo e descobrindo os segredos do Mago Supremo nos vemos num dilema: será que o antigo inimigo do Clã está de volta? Ou será tudo um plano de Akkarin para convencer Sonea de juntar-se a ele?

Temos então uma jornada em busca da verdade, assim como vemos Sonea crescer como maga, as suas angústias e muitos plots twists. Alias, uma coisa que a autora gosta é fazer com que a gente acredite que algo vai acontecer, e mudar tudo, desde o segundo livro. Minha experiência literária me fez escapar de algumas coisas. Mas outras não estava mesmo preparada, o que me fez gostar mais dos livros. Porém, este volume vemos mais pitadas de romance do que nos outros, o que eu achei que de certa forma cortou o clima de aventura da história. Acho que eu daria 5 estrelas para esse livro se ele desse menos enfase aos romances e mais na ação. Comparando com o primeiro livro, eu achei que foi mais dinâmico (até mesmo por ser menor) do que o terceiro.

Em relação ao final da história, não fiquei completamente satisfeita. É um pouco difícil explicar sem estragar o final, mas fiquei sentindo que a história não foi concluída, e sim deixada em aberto. Isso é uma característica que não me agrada em nenhum livro. Gosto de ter certeza do fim que o autor desejou para aquela história, pois minha imaginação voa longe de mais e não consigo por um ponto final. Eu preciso de pontos finais. Mas quando entrei no Skoob (me adicionem por lá, gente! Eu demoro pra atualiazar, mas estou tentando me engajar mais) para atualizar minhas leituras, descobri que existem spin offs da história, que me deixou aliviada! Ainda não descobri se jpa existe tradução para o português, mas já entraram para a minha lista o prólogo da história: The Magician’s Apprendice, e mais uma trilogia que se passa anos depois da trilogia original: The Traitor Spy Trilogy.

Numa avaliação geral da história, eu gostei bastante. Com algumas pitadas de reviravoltas e decisões não ortodoxas da personagem principa, até mesmo em relação aos relacionamentos, que não são aqueles perfeitos de contos de fadas, dando um toque especial à trama.

O livro e a história levaram 4 (de 5) estrelinhas: star_FDTPstar_FDTPstar_FDTPstar_FDTP

Inspiração: Fotografia – Lara Zankoul

Lara Zankoul é uma fotógrafa conceitual que aprendeu fotografia sozinha, em 2008. Em 2009 completou  o desafio de tirar uma foto por dia em um ano (365 Project). Suas fotos são o encontro do fantástico com a delicadeza, em imagens muitas vezes surreais e até assustadoras.

5784-12471379-Mug_Shotx_jpg.jpg

A artista já participou de diversas exibições e ganhou prêmios, e oferece workshops de fotografia conceitual em diversos países da Europa.

Para conhecer mais: Site|Facebook|Instagram

A Aprendiz

A Aprendiz.inddOlá pessoas!

Vocês lembram que mês passado eu postei a resenha do Clã dos Magos? Então, terminei de ler o segundo livro da Trilogia do Mago Negro: A Aprendiz.

Atenção, este post pode contar spoliers do primeiro livro!

Neste segundo livro, Sonea ingressa na Universidade do Clã, mas sua vida não se torna mais fácil por isso. Por ser da favela, seu passado é condenado por alunos e mestres da universidade, fazendo com que Sonea passe por muitas provações durante a trama. Além disso, também acompanhamos Dannyl, que se torna Embaixador e ao mesmo tempo tem a missão de pesquisar o passado de Akkarin, o Lorde Supremo. Com esses dois focos, vemos que a autora soube explorar os personagens na medida certa. É muito fácil se pegar com raiva de alguns personagens ou torcendo para outros.

Além de todos os problemas que Sonea enfrenta consigo mesma e com os outros membros do clã durante sua jornada não são nada perto do sombrio Lorde Supremo e seu envolvimento com a magia antiga. Fiquei muito satisfeita em ver as reviravoltas que a autora deu na história, mudando o rumo da história sem modificar a trama geral.

O ponto negativo do livro para mim, foram os contantes flashbacks de fatos do primeiro livro. Por mais que ajude quem leu na ordem de lançamento dos livros, para mim que estou lendo um atras do outro, ficou cansativo, e acabava pulando o parágrafo inteiro. Flashbacks podem ser de grande ajuda, mas acho que não precisa copiar o texto do livro um e colar no livro dois.

No geral, A Aprendiz é um livro muito bom, com uma narrativa simples e envolvente. Estou curiosa para saber como a história termina!

Darei 4 (de 5) estrelinhas: star_FDTPstar_FDTPstar_FDTPstar_FDTP

O Clã dos Magos

Olá pessoas! Tudo bem?

Finalmente terminei de ler O Clã dos Magos! O livro estava na minha estante ha quase um ano e eu ainda não tinha

lido (sempre aparecia alguma coisa pra ler antes). Escrito por Trudi Canavan, o livro conta a história de Sonea, uma menina que vive nas favelas de Imardin, uma cidade em um mundo de fantasia que existem magos (pronto, já me ganhou aqui). O livro faz parte da Trilogia do Mago NegroO Clã dos Magos, A Aprendiz e O Lorde Supremo – e até o momento só li o primeiro e estou começando o segundo.

Mas o que eu achei do livro? Muito bom, me surpreendi! Não estava levando muita fé, mas foi indicação de um amigo, então resolvi comprar. Como disse antes, levei quase um ano pra começar a ler. Mas quando comecei, achei que ele me prendeu muito a atenção, eu li razoavelmente rápido (razoavelmente porque eu fiz duas viagens e não pude levar o livro….), fiquei realmente intrigada com a história e comecei a interagir (do tipo que fica com raiva de personagens e tenta avisar a protagonista dos perigos, essa sou eu!). A leitura é bem agradável, a única coisa que não gostei tanto, foi que as coisas se resolveram muito rápido para uma trilogia, mas como ainda não li os outros dois, não sei qual a solução que a autora dará para a história. Eu esperava que o problema dado no primeiro livro ia se estender para o segundo livro. Sonea tem todas as características de um protagonista de fantasia: é um menina esperta e curiosa, com um grande poder prestes a despertar, mas que, assim como todos que vivem na favela, odeia os magos (Oi??? Como assim??? Magos são foda!!! hehehe) e se vê obrigada a viver entre eles. Isso é uma visão bem legal, pois o comum é todos aspirarem ser magos e os acharem impressionantes e poderosos. Acho que por eu gostar tanto de magos, ver a personagem principal com dificuldades de aceita-los e aprender a vê-los de outra forma, (além de torcer para que os magos nesta história sejam bons, afinal) foi um ponto positivo, foi uma nova forma de enxergar as coisas.

E o livro ganhou 4 (de 5) estrelinhas FDTP de qualidade! star_FDTPstar_FDTPstar_FDTPstar_FDTP

Processed with VSCOcam

Livros novos #agosto

IMG_1032

O mês de agosto acabou e percebi que foi um mês com mais aquisições aquisições literárias do que de beleza! Na verdade, de todos os livros que vou mostrar aqui, só comprei um deles, os outros foram presentes e ainda não li nenhum deles.

Vamos conferir?

Continuar lendo

O Nome do Vento

2015-05-27 16.49.39Eu comprei esse livro e junto o segundo volume, há bastante tempo, por indicação de um amigo. Como comprei online, eu não fazia ideia de que eram tão grandes! O primeiro livro da série de Patrick Rothfuss tem mais de 600 páginas, e eu confesso que sou uma leitora lerda e um pouquinho preguiçosa e quando vejo um livro razoavelmente grosso, já fico assustada… Mas aí no começo de maio resolvi finalmente começar a ler (sabe como é, eu compro mais livros do que eu consigo ler e sempre tenho uma lista enorme me esperando) e pensei: mas gente, por que eu não li esse livro antes????

Apesar de grosso, ele não é difícil de ler, a história flui e você quer saber logo o que vai acontecer depois. Reparei que todo mundo que eu indico livros de fantasia (que ainda não são fãs do gênero) falam sempre a mesma coisa: “ah, não é muito descritivo não?” Bem, se você está querendo se aventurar no mundo da literatura fantástica, acho que essa é uma ótima forma de começar. O tamanho as vezes assusta (o tamanho do segundo volume assusta ainda mais), mas você devora rapidinho.

Em um mundo completamente diferente do que o que a gente vive (depois de um tempo a gente acostuma com a nova forma de contar os dias e o dinheiro) acompanhamos a busca de Kote pelo nome das coisas. Mais um livro que me lembrou muito a trilogia de Terramar. Um personagem curioso e esperto, mas com um quê de sensibilidade.

Acho difícil descrever aqui a história do livro sem dar nenhum spoiler e nem acabar com a magia que é ler. Ainda mais que a história não se conclui aqui, mal posso esperar pra continuar a ler a Crônica do Matador do Rei em O Temor do Sábio e o pior é saber que o terceiro ainda nem foi publicado 😦

Uma coisa que me deixou curiosa foi a questão da tradução do livro. Por se tratar de um mundo de fantasia existiem muitos nomes diferentes no livro, seja de pessoas, de lugares ou de coisas. Me bateu uma curiosidade de ler o livro em inglês para ver as palavras originais e também tive uma certa dificuldade na pronúncia de algum desses nomes. (Para quem leu, como eu pronuncio Kote, Kvothe, Bast e todos os outros nomes que aparecem? Rola uma pronúncia americana? Na minha mente eu pronuncei todos com um sotaque americano…)

Enfim, no geral o livro ganhou 5 estrelinhas FDPT de qualidade star_FDTPstar_FDTPstar_FDTPstar_FDTPstar_FDTP